Depois de um tempo,
depois de reorganizar minha vida...

Reformulando o Blog...

Como deixar de lado por tanto tempo minha maior paixão?

Escrever!!!!





quarta-feira, 18 de abril de 2012

É ridículo, mas eu tenho que contar:

Eu vi a Paquita Xiquitita!

Gente é ridículo demais de verdade, eu sei! Mas eu não ia conseguir ficar sem compartilhar isso com vocês e imediatamente!

Eu estava com vários planos para o post de hoje, uma coisa toda melancólica e dramática, quase literária, mas aí...

Eu vi a Paquita Xiquitita!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

Vocês não tem ideia de como eu estou me sentindo tendo visto parte da minha infância a menos de um metro de mim e não fazer nada!

Vou começar a história bem do começo!

Todos já sabem da minha paixão pela Xuxa, né?! Se não sabem consultem este post e saberão de tudo: http://aquiqueumoro.blogspot.com.br/2012/03/anos-de-terapia.html

Depois de toda esta história com a Natália (falando nisso hoje 18/04 é aniversário dela, então vai um FELIZ ANIVERSÁRIO, mas esta publicação é referente ao dia 19) o Fernando (marido da Raquel, aqueles nossos amigos gaúchos que foram embora para Curitiba: http://aquiqueumoro.blogspot.com.br/2012/03/vida-de-cigano.html ) nos contou que um colega dele do trabalho morava em um condomínio fechado, aqui em Rio das Ostras, onde também morava uma Paquita, mas que ele não sabia quem era, nem o nome, mas o tal colega de trabalho tinha até tirado foto e mostrado pra ele... Enfim: o Fernando foi embora e nunca viu uma foto para me mostrar “Olha Pê, é esta a Paquita que o fulano me mostrou e mora aqui em Rio das Ostras”.

Nestas idas e vindas de do lar informatizada resolvi jogar no Google:
Ex-Paquita mora em Rio das Ostras

Muitas informações, até que um site bem convincente mostrava a foto da Roberta Cipriani comemorando os 2 aninhos da filha em sua casa em Rio das Ostras:



Bem, este foi apenas um dos sites que eu li que tinham informações sobre ela, o marido a filha, a carreira... Mas aí vinha sempre aquela “esperançazinha” do tipo “será que um dia ela vai entrar no mercadinho aqui na esquina de casa com aquele uniforme?”, sim, pois imaginei que jamais a reconheceria se não fosse com a “farda” de Paquita.

Daí hoje eu tinha um montão de coisas para fazer e deixar prontas e cancelar, tudo por conta da nossa mudança (quem não leu: http://aquiqueumoro.blogspot.com.br/2012/04/e-la-vamos-nos.html ).

Fui para o centro e fiz o que tinha que fazer. Corri muito e suei muito – pois aqui ainda faz bastante calor! Cheguei em casa bem tarde, próximo de buscar a Malu na escola. Entrei correndo recolhi a roupa que estava na rua, encaixotei algumas coisas para aproveitar o tempo e saí pra buscar a pitoca, de bicicleta, com “aquelaroupa do dia da faxina, com “aquelecabelo do dia da faxina, com “aquelecheiro do dia de faxina e na esquina de casa, no seu carro estacionado, todo fechado, com o ar ligado... Eu olhei, achei meio estranho... Aí fiz aquele “pescoço de tartaruga” (como diz o Rodrigo Faro no seu programa de sábado) para enxergar melhor e: AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!



Eu não gritei! Mas saí dali como se fosse uma criança que acabasse de ganhar um doce! A Paquita estava na esquina da minha casa! E eu não fiz nada!

Tadinha, ela ficou sem jeito, acho que ela viu que estava acontecendo um possível reconhecimento e para evitar escândalos ela olhou para os lados e para baixo, pois o meu “pescoço de tartaruga” foi ridiculamente fiasquento!!!

Não interessa! Nada mais interessa! Eu vi a Paquita! Eu gargalhava contando no celular pro Anderson (perguntem a  ele a hora que tiverem oportunidade!), estava realmente eufórica! Eu gravei na minha cabeça até a placa do carro deles! Gente! Que absurdo! Como eu tenho certeza?! Tenho certeza, pois vi o marido dela no caixa pagando as compras. Vocês não tem ideia!

Acho que vou montar campana aqui na frente de casa, sempre bem vestida e cheirosa e arrumada, com a máquina fotográfica na mão para então poder discreta e controladamente bater no vidro do carro dela e dizer:
“Oi Roberta! Tu fizeste parte da minha infância e eu jamais imaginei que um dia pudesse te encontrar. Tu se importa em tirar uma foto comigo para que eu possa ter registrado este momento mágico para mim?”

4 comentários:

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKK AMEI! beijos da tia Luci

cantinho de Jake croche disse...

Que legal Pri!! Fiquei muito feliz por ti!!!
Já pensou o dia que tu ver a Xuxa...vai ser dez!!!!
Vamos torcer para isso!

Anônimo disse...

Oi Pê! Que legal!Sabe por que tu ficou tão feliz quando tu a viu? Por que teus sonhos de criança, voltaram na cabeça naquele momento. Nunca devemos perder essa criança que guardamos dentro de nós, nossos sonhos mais simples. É tão bom ser criança de vez em quando,viver essa alegria, que tu sejas sempre assim! Beijão, Sílvia

Karinne disse...

Haahahahhaha....AMEEEEEI isso!!!
Faria o mesmo....plantão total...hahhahaha