Depois de um tempo,
depois de reorganizar minha vida...

Reformulando o Blog...

Como deixar de lado por tanto tempo minha maior paixão?

Escrever!!!!





domingo, 8 de abril de 2012

Ar Puro

Que me desculpem os fúteis, mas cultura e intelectualismo é tudo de bom!



Terça-feira, 03 de abril de 2012. Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro – RJ

Tarsila do Amaral – percurso afetivo a sentimental journey



Estar imersa de cultura faz com que cada poro do meu corpo exale olor de manhã de primavera...
Poder, depois de tanto tempo, visitar um Centro Cultural é tão agradável quanto o cheiro que sobe da terra seca quando a chuva cai sedenta de saudade...
Tarsila do Amaral faz-me reviver os encantos dos anos de faculdade, em que dediquei-me muito menos do que gostaria, por conta da idade, mas que hoje, com amadurecimento, traz-me recordações imortais de gente imortal dentro da nossa Cultura Brasileira.

Ver “Antropofagia” foi sublime!


Bem como:
“Autoretrato”
“Orfanato”
“Retrato de Carlos Drummond de Andrade II”
“Figura Só”
“Urutu”
“Santa Irapitinga do Segredo”
“Anjos”
“Batizado de Macunaíma”

É como se eu tivesse realizado um sonho que achava ser inatingível!


Ler, através de “ilustrações” que os Curadores Antônio Carlos Abdalla e Tarsilinha do Amaral, Drummond e Oswald, foi sentir-me em meio a aulas de Literatura Brasileira, orientadas pela minha querida Vera Medeiros.

Não me cabe explicar o inexplicável!
Tarsila do Amaral é perfeita nos seus traços e cores.
Consegue apresentar uma realidade que vemos e que não queremos ver através de suas belíssimas telas a óleo e seus desenhos...


Bendito aqueles que cederam suas preciosidades para a exposição. Abençoados todos os estudantes que estavam com suas escolas tendo o prazer único e inigualável de poder apreciar, anotar e deslumbrar-se em tão pouco espaço, em tão poucas obras, mas em tanta beleza.

Quem dera que todos pudessem ter a oportunidade de ofuscar-se como a que eu tive!

“Tarsila Amorável do Amaral
Prazer dos olhos meus, onde te encontrares
Azul e rosa e verde, para sempre.”

Carlos Drummond de Andrade


Quer saber mais?

Um comentário:

cantinho de Jake croche disse...

Linda postagem essa de hoje amiga!!!
Parabéns!!!
Realmente cultura é tudo!!!!